Ações e Resultados

A LOGÍSTICA BRASIL ganhou projeção nacional ao oferecer resultados aos usuários e ao setor como um todo. Nossa associação colocou os usuários nos planos regulatórios da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). Antes do nosso trabalho, os usuários sequer eram reconhecidos dentro da Agência. Foi a LOGÍSTICA BRASIL que construiu a primeira e histórica Agenda Positiva com a Antaq em julho de 2014, naquela época, ainda funcionando em modelo de Comitê Provisório. Nossa reunião mais recente ocorreu em junho de 2020. Conquistamos o respeito de instituições governamentais e privadas.

Defendemos nossas causas sem entrar em brigas midiáticas. A associação luta por serviços adequados, o que inclui modicidade de preços e tarifas em toda sua extensão. É motivo de orgulho constatar a LOGÍSTICA BRASIL conhecida e reconhecida nos lugares em que está presente.

Fazemos um trabalho isento e imparcial voltado para o interesse público, para o equilíbrio do mercado, pensando na sociedade. Tanto que, nas audiências públicas da norma que regulará o serviço de transporte marítimo no Brasil, apontamos para dispositivos que prejudicariam os prestadores de serviços. Os exageros foram retirados da minuta. Enquanto grandes empresas de transportes marítimos levaram seus batalhões de advogados para defendê-los, tratando as audiências como grandes julgamentos para punir os usuários.

É necessário entender que o segmento de contêineres, que atende à massa de usuários, é uma indústria de rede muito forte e atuante. Vemos constantemente os representantes de terminas defendendo os interesses dos armadores, comprando as brigas de seus principais clientes. Observamos nas mídias e em audiências públicas da Antaq que a atuação dessas instituições costuma ser conjunta e organizada.

Nosso trabalho é técnico, organizado e com muito foco e visa, principalmente, o interesse público das atividades marítima, portuária, de logística e comércio exterior. Somos engajados na defesa dos interesses dos usuários embarcadores, exportadores e importadores, pois acreditamos que é a partir do bom desempenho dessas empresas comerciantes (donas de cargas) que o país poderá melhorar seus desempenhos econômicos e sociais, aprimorando e qualificando sua mão de obra e seus métodos de produção. Isso gera empregos e faz com que os produtos cheguem às prateleiras dos supermercados, farmácias e comércios com preços módicos, em benefício da sociedade.

A associação tem atuado em diversas frentes, não apenas em relação aos terminais, mas também em relação à autoridade portuária. Está em curso o processo de informatização dos acessos aos portos do Rio e Itaguaí e a LOGÍSTICA BRASIL é uma das grandes responsáveis por isso, pois foi nossa associação quem realmente propôs isso à Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ).

A iniciativa de criação da LOGÍSTICA BRASIL nasceu da carência de representatividade para empresas e instituições que utilizam o Porto do Rio de Janeiro. Espelhamo-nos em experiências vivenciadas pelas nossas coirmãs de Santa Catarina e, principalmente, da Bahia. Desde então trabalhamos para legitimar a associação. A entidade está envolvida nas principais agendas governamentais sobre o setor, nas esferas municipal, estadual e federal. Somos ouvidos e também sabemos ouvir. LOGÍSTICA BRASIL é uma associação que tem propostas para a solução de cada reclamação que faz.

Nos portos do Rio de Janeiro, onde nossa atuação se iniciou, temos certeza de que o respeito aos usuários aumentou significativamente. O mesmo desejamos que ocorra no Brasil, nesta nova jornada.

Aqueles que no passado ofereciam problemas operacionais, hoje dialogam com todos de forma a manter a qualidade de seus serviços. Graças à LOGÍSTICA BRASIL, os usuários têm voz e vez aqui nos terminais do Rio. O melhor de tudo é que isso hoje flui naturalmente, sem que tenhamos que interferir, reclamar ou denunciar. Chegamos a um ponto de equilíbrio. A LOGÍSTICA BRASIL estreitou o diálogo com a Autoridade Portuária e isso tem proporcionado ganhos a todos.

Temos o respeito dos terminais e da autoridade portuária, porque os respeitamos também. No Porto do Rio, nossa atuação em nome do interesse público da atividade trouxe muitas conquistas à Comunidade Portuária. Mantemos uma relação muito boa com todos os terminais, tantos os do Rio, quanto os de Itaguaí.

A LOGÍSTICA BRASIL introduziu diálogo objetivo e eficiente que não existia antes da nossa atuação. Hoje, há de fato preocupação dos terminais com os usuários e com os impactos que certas decisões operacionais podem ter sobre a atividade deles. Isso não está restrito aos nossos associados. É uma conquista de todos a partir do nosso trabalho. Hoje essa relação flui com naturalidade.

A Associação tem cadeira no Conselho de Infraestrutura da Firjan, no Conselho de Logística da Associação Comercial do Estado Rio de Janeiro, no Colfac (Comissão Local de Facilitação de Comércio) da Receita Federal, na Comissão Permanente da Assuntos Portuários da Prefeitura do Rio de Janeiro (CPAP-Rio), que fomos os idealizadores, na Comissão Permanente para Assuntos Logísticos e de Transporte de Cargas da Prefeitura do Rio de Janeiro (CPLOG-Rio), que participamos da criação, sem mencionar ainda outros fóruns de debates que participamos, tais como Associação Comercial de São Paulo e Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG).

Abaixo, é possível conferir algumas ações e resultados

01. Ações sobre a Libra Rio
02. Ações sobre a MultiRio e Multicar
03. Ações sobre o Sepetiba Tecon
04. Omissões de portos – cancelamentos de escalas
05. Cobranças ilegais de armazenagens e despesas contra exportadores
06. Denúncias ao Ministério Público Federal (MPF)
07. Denúncias ao Tribunal de Contas da União (TCU)
08. Reabertura da discussão sobre o THC
09. Regulação dos armadores nacionais e estrangeiros
10. Processos e denúncias abertas junto a Antaq
11. Avenida Portuária – Licitação da Ponte Rio-Niterói e participação no GPT da Ecoponte
12. Acesso ao Porto do Rio através do Cais de São Cristóvão (portão 24)
13. Agenda com a Prefeitura do Rio de Janeiro através da SECPAR/CDURP
14. Agenda Positiva com a ANTAQ - Primeira da história
15. Reuniões com o Comitê Rio 2016 e Empresa Olímpica Municipal, na qualidade de Agentes Olímpicos
16. Solução ao colapso da ANVISA no Estado do Rio de Janeiro
17. Organização interna do Porto do Rio
18. Participação ativa no PELC RJ 2045, como menbro do conselho
19. Combate ao aparelhamento da CDRJ
20. Cooperação nacional e internacional, através do The Global Shippers Forum
21. Obtenção de notas técnicas junto a Antaq para normativos submetidos à audiência pública
22. Proponente e idealizadora da Comissão Permanente para Assuntos Portuários da Prefeitura do Rio de Janeiro (CPAP-Rio)
23. Participação junto ao DPC/Marinha do Brasil na formulação da nova regra mundial da IMO para pesagem de contêineres (Solas/VGM)
24. Participação na auditoria operacional realizada pelo TCU para avaliar os principais gargalos para liberação de carga conteinerizada em portos da região sudeste
25. Proponente do processo de informatização da entrada e saída de pessoas e veículos nos portos do Rio e Itaguaí
26. Participação na criação e membro Comissão Permanente para Assuntos Logísticos e de Transporte de Cargas da Prefeitura do Rio de Janeiro (CPLOG-Rio)
27. Participação na auditoria de 2017 do TCU sobre gargalos portuários no Brasil, medindo tempo e custos
28. Participação na luta contra o roubo de cargas no Estado do Rio de Janeiro
29. Participação em trabalhos referentes aos acessos aquaviários do Porto do Rio de Janeiro
30. Atuação sobre a navegação de cabotagem
31. Plano de uso do Solo da Região do Porto do Rio
32. Avenida Alternativa – Acesso rodoviário ao Porto do Rio de Janeiro
33. Participação na Auditoria de Cabotagem do TCU
34. Ação Judicial em face da Prefeitura do Rio de Janeiro para garantir o acesso de cainhoes ao Porto do Rio
35. Denúncia contra Antaq junto ao TCU, cobrando regulação contra abusividade das cobranças de sobre-estadias de contêineres (demurrages e detentions)